terça-feira, fevereiro 16, 2010

VAI TUDO BEM CONTIGO?

VAI TUDO BEM CONTIGO?

"Ela partiu e chegou aonde estava o homem de Deus, no monte Carmelo. O homem de Deus, vendo-a de longe, disse ao seu servo Giezi: Aí vem a sunamita; corre-lhe ao encontro e pergunta-lhe se ela vai bem, como vai o seu marido e o seu filho. Ela respondeu: Tudo vai bem". II Reis 4.25,26

Havia na cidade de Suném uma mulher muito rica, de bom coração e que tinha o hábito de receber em sua casa o profeta Eliseu quando, em suas constantes viagens, ele passava pela cidade. A amizade entre o profeta e a familia da mulher era tal, que ela e seu marido decidiram construir um quarto para que o homem de Deus se hospedasse com mais conforto.

Eliseu ficou ficou tão bem impressionado com a hospitalidade que recebeu, que decidiu oferecer um presente à sua anfitriã. Ele perguntou se a mulher necessitava de algo, ou de algum favor do Rei, pois como pessoa influente que era, poderia ajudar se houvesse alguma questão para ser resolvida junto à corte. Mas como a sunamita fazia tudo de coração, sem desejar nada em troca, ela não quis nenhum presente: "...Eu tenho tudo o que preciso aqui no meio do meu povo". II Reis 4.13, respondeu ela ao profeta.

Eliseu lembrou-se de que ela não tinha filhos, o que era sinal de maldição para as familias naquela época. Então ele profetizou que dentro de um ano, a mulher daria à luz a uma criança. No tempo marcado, o menino nasceu. Ele cresceu e trouxe para aquela familia toda alegria que uma criança pode levar à uma casa.

Um dia, algo terrível aconteceu: O menino ia encontrar-se com o seu pai, que estava trabalhando no campo, quando passou mal. Ele foi levado até à sua mãe, mas seu estado era muito grave e ele morreu.

Imediatamente, a mulher pôs o menino no quarto do profeta, trancou a porta, e foi buscar a ajuda dele. Seu marido, que ainda não sabia da morte do filho, estranhou a movimentação e perguntou: "Por que vais ter com ele hoje? Não é lua nova, nem sábado. Fica tranqüilo, respondeu ela". II Reis 4.23 Ao se encontrar com Geasi, ajudante de Eliseu, que lhe perguntou sobre a família e o filho ela respondeu: "Vai tudo bem".

Como vai tudo bem? Seu filho estava morto e qualquer mãe sabe que isto não é nada bom. Mas o que sustentava a sunamita era saber que aquele filho foi um presente de Deus e que tudo estava debaixo do controle do Senhor dos Exércitos. Esta confiança fez com que ela olhasse para além da amargura de seu coração ferido e contemplasse a vitória que Deus lhe havia reservado.

Toda a mãe quer ver o seu filho saudável, com um bom emprego, e uma ótima reputação na sociedade. Mas muitas que não alcançaram este objetivo não têm condições de responder com a fé da sunamita: "Vai tudo bem", quando lhes perguntam sobre a sua família.

Aquela mulher apresentou-se diante diante de Eliseu e derramou toda a amargura de seu coração: "Pedi eu porventura um filho ao meu senhor? Não te disse que não zombasses de mim?". II Reis 4.28. Ela não se importou com os que estavam ao seu redor, seu desejo era ter seu filho vivo e sadio em seus braços.

O profeta foi à casa da mulher e ali rogou a Deus, que ressuscitou o menino. Neste momento ela louvava a Deus, que contemplou a sua fé e atendeu às suas orações.

Esta bênção ão é privilégio exclusivo de algumas pessoas. Você que está angustiado pelo seu filho, também pode abrir o seu coração diante de Deus, contar a ele todo o seu sentimento e clamar pela restauração de sua vida e de sua família. Apegue-se a Deus, tenha fé no seu poder e mesmo no meio da maior tempestade, você poderá dizer que está tudo bem e alcançar a vitória, porque a sua confiança estará firmada no Deus todo poderoso. Vai tudo bem contigo? Sim, com Cristo, tudo vai bem.

Um comentário:

gerlandia disse...

VAI TUDO BEM SIM,POIS QUEM NOS CHAMOU FOI O TODO PODEROSO QUE NÃO PERDE UMA BATALHA,
PRECISAMOS CONHECER DE PERTO ESSE DEUS MARAVILHOSO QUE OPERANDO ELE QUEM INPEDIRÁ,ASSIM ALCANÇAMOS VITORIAS E MAIS VITORIAS NO NOME DO SENHOR JESUS!!!!!